Corre Mundo

ONDE CORRER: FRANKFURT E AMSTERDAM


A querida Jussara, que correu a Maratona de Paris este ano, fez alguns treinos durante a viagem antes do sonhado dia. Pedi a ela que compartilhasse as rotas que fez por lá. Segue o texto dela, caprichadísimo e uma ajuda ótima para quem quiser dar suas passadas pela Alemanha ou Holanda também:

 

“Embarquei pra Maratona de Paris duas semanas antes da prova. Nem só de passeios vive uma aspirante a maratonista. Precisaria fazer cinco treinos antes do grande dia. Ao programar a viagem e pesquisar sobre os pontos turísticos, também me preocupei em descobrir os parques preferidos dos corredores.
Fiz treinos lindos e conheci lugares maravilhosos, além de me adaptar ao clima e à altitude. Em todos os treinos estava acompanhada do André, meu marido e companheiro, de quem é o credito das fotos.

 

FRANKFURT

Ostpark em Frankfurt (crédito: André Tuma)

 

O primeiro treino europeu foi logo no dia seguinte à nossa chegada. O lugar escolhido foi o Ostpark, descrito nos sites como o “lugar preferido dos corredores”. Ele ficava a 10km do hotel onde eu estava hospedada, que era bem ao lado da estação central de metrô/trem.
Como estávamos de carro, não sei informar se é tranquilo chegar até lá utilizando o serviço de transporte público. (Nota da Marina: É facinho também. A estação mais próxima é a Eissporthalle/Festplatz, da linha U7).
Era inicio de primavera (abril), mas ainda estava bem frio. Acredito que no auge da primavera e no verão a paisagem seja ainda mais linda.
O parque tem uma volta maior, de aproximadamente 1,5km, e algumas opções mais curtas, cortando pelo meio, pela margem de um lago. Há também a possibilidade de seguir pela calçada do lado de fora do parque, para alongar um pouco o caminho.
Um inconveniente, na minha opinião, é o piso do parque, feito de terra batida. É ótimo para absorver o impacto e variar, sair um pouco do asfalto, mas para quem não está acostumado ou vai correr um pouco mais forte, a irregularidade do terreno pode ser um grande problema.
Fomos cedo para não perdermos tempo de passeio, e com o frio poucas pessoas se aventuravam por ali. Com o passar do tempo o sol foi esquentando um pouco e os corredores e caminhantes começaram a aparecer.

Minha rota, no fim das contas, foi essa:

Treino em Frankfurt

 

Revendo agora, da uma saudade de treinar nesse frio, e mais próxima do nível do mar. Minha frequência cardíaca, que costuma ser astronômica, ficou baixa, fiz voltas fortes de 1km sem me sentir tão cansada… Terminar um treino desse com sensação de confiança a pouco mais de dez dias da estreia na Maratona foi maravilhoso.
Pelo satélite da pra ver como o parque é arborizado! Coisa mais gostosa correr ali!
Outro lugar que atrai muitos corredores é a margem do rio Main, que corta a cidade. Apesar de parte do piso ser de paralelepípedo, é possível correr por uma lateral lisa. E a vista ajuda bastante!
O legal é que muita gente corre por lá! E com o frio, tem gente correndo o dia inteiro, seja nos parques, à margem do Main, ou pelas ruas da cidade, sempre há um corredor por perto.

Margem do Main, ótimo lugar para correr inspirado na paisagem

AMSTERDAM

O segundo treino europeu foi em Amsterdam. Ali o que não faltam são parques. Cada um mais lindo que o outro.
Tinha um bem em frente ao hotel onde nós estávamos hospedados. A avenida desse hotel também era bastante convidativa. Planíssima, larga, arborizada. Quem é apaixonado por correr na rua, como eu, fica louco.
No entanto, correr na rua em Amsterdam é um risco que não vale a pena. São tantos parques espalhados pela cidade, que disputar lugar com as milhares de bicicletas que circulam a todo momento, com prioridade muitas vezes até mesmo sobre os carros, é besteira.
Mas todos os sites, todas as pesquisas indicavam o Vondelpark. Não à toa! Grande, com várias opções de percursos, cheio de corredores, pista larga e uniforme, possibilidade de seguir também por algumas trilhas.

Treino em Amsterdam - Vondelpark

Pelo mapa, dá pra ver como o parque é grande e com opções diferentes de percurso. Fiz vários “vai e vem” e não corri por todos os lugares possíveis.
O Vondelpark fica bem localizado, bem no centro da cidade, com várias entradas, o que facilita bastante o acesso. Nao cheguei a ir ao parque à noite, e acredito que nem tenha problema de iluminação para quem prefere os treinos noturnos. Mas estamos falando de Amsterdam, onde a venda e o consumo de drogas é liberado, então pode ser que à noite o cheiro nao seja dos mais agradáveis.
De novo, como estávamos de carro, não sei dizer qual a dificuldade de se chegar até ele por meio de transporte público, mas acredito que seja bem tranquilo, dada sua localização central. (Nota Marina: São várias entradas e muito bem servido pelos trams. Pode optar pelas rotas 1,2,3,5 ou 12 dos bondes).
Fiz ali um treino de tiros curtos, de 1′ de duração. Foi ótimo, principalmente pra ajudar a esquentar, já que deixamos pra sair do hotel quase 9 da manhã, em razão do frio congelante de 2 graus. Apesar do frio, o dia estava lindo, deixando o treino ainda mais agradável.
Taí um resumo do treino, com a curiosidade mais legal de Amsterdam: a altitude! Ali a gente corre abaixo do nível do mar! Achei o máximo ter isso registrado no Garmin!
Algumas impressões gerais sobre a corrida em Amsterdam: MUITA GENTE CORRENDO. Muita gente mesmo. Correndo sozinha, em grupo, papeando, correndo forte, com carrinho de bebê… Tinha de tudo um pouco. Mas num ambiente assim, cheio de corredores, a gente realmente se sente em casa.

 

Vondelpark Amsterdam (crédito: André Tuma)

 

É de se entender porque a Maratona de Amsterdam, realizada em outubro, tem crescido tanto e ganhado espaço entre as grandes provas do segundo semestre.
A cidade é convidativa, mais plana impossível, no nível do mar (e até abaixo, o que favorece bastante a performance), o clima é perfeito, e o que se percebe é que a corrida de rua faz parte (ou pelo menos está passando a fazer) do estilo de vida das pessoas”.

Pra quem quiser saber mais sobre as atrações deste park o post do Ducs Amsterdam é ótimo: aqui


Twitter Siga o Corremundo pelo Twitter Facebook Curta nossa página no Facebook