Corre Mundo

APOSTE EM PLAYA DEL CARMEN E TULUM


Se você pesquisou um pouco e descobriu que o oba-oba de Cancun não é exatamente a sua praia, calma, dá para se divertir por lá e com muito mais sossego. O segrego é enxergar Playa del Carmen e Tulum como ponto fixo e não apenas um passeio bate-e-volta.

 

TULUM

 

Ruínas maias, mar azul e areia branquinha. Falta alguma coisa? (neste dia faltou o sol, mas ainda assim é lindo)

 

Tulum significa Muralha, pois a presença de um sistema de segurança a tornou diferente de qualquer outra cidade maia. Originalmente chamava-se Zamá, ou Amanhecer do Sol, e é cenário perfeito de cartão postal. Está longe de ser a cidade mais preservada dos maias, mas sem dúvida contempla a paisagem mais bonita.

Essa construção que se debruça sobre o mar do caribe é o castelo. Eles acreditavam que a cada período de 52 anos, quando terminava o calendário, o mundo poderia acabar. Havia então a celebração do fim e do renascimento, quando novas estruturas eram construídas sobre as antigas, por isso os prédios são compostos por várias fases.

 

Detalhe de ruína em Tulum. Sem um guia pode passar despercebido

 

Lagarteando em Tulum

COMO CHEGAR

Saem ônibus em quase todos os horários de Playa e do aeroporto de Cancun. A partir de Playa leva pouco mais de meia hora.

 

ONDE FICAR

Saindo das ruínas (e de costas para elas), siga para a esquerda. Há uma infinidade de praias e uma fila de taxistas para levá-lo. Uma das que me pareceu mais bacana foi El Paraíso.  Se a noite você curte bater perna em lojinhas, entretanto, fique em Playa de Carmen. Há muito mais opções.

 

 

Noite e dia em El Paraíso

 

 

 

PLAYA DEL CARMEN

Ao lado de Cancun, é uma delícia. Fora de temporada o que vi foi muito sossego e preços bons. Mar azul de doer, areia fofa, uma rua infinita de lojas e Cozumel bem à frente.

Maaaas deu para sentir que nas férias escolares americanas aquilo fica insuportável, assim como Cancun.

A 5a Avenida, logo atrás da praia, é o desespero dos maridos: 2km de “lujinhas” e mais “lujinhas” e restaurantes. Duas lojas de cosméticos gigantescas com preço sem imposto (trata-se de uma área de livre comércio), sendo uma MAC. A outra, bem em frente, vende marcas como Bobbi Brown.

O assédio dos vendedores das lojas menores – como no México em geral – é invasivo. Às vezes eu desistia de olhar só por saber a dificuldade em me desvencilhar do vendedor segundos depois.

 

 

ONDE FICAR

Bom, bonito e barato. Estava sozinha e fiquei no Hostel 3B, MUITO BOM. Limpíssimo, moderno, extremamente bem cuidado. Como era baixa temporada acabei ficando sozinha no quarto.

 

 

 

 


Twitter Siga o Corremundo pelo Twitter Facebook Curta nossa página no Facebook