Corre Mundo

2500 anos da Maratona


 

A CELEBRAÇÃO

Para comemorar a data, a Associação Internacional de Maratonas (AIMS) fez uma medalha especial, linda, que será vendida em algumas provas internacionais. No próximo fim de semana (dia 09/05) quem estiver na Maratona de Praga, pode adquiri-la na expo.
Ganhei uma quando estive na meia-maratona, em março, e não deu tempo para pegar outra para sortear aqui. Não tenho certeza se ela será vendida no Brasil, mas se não for, uma promessa: na próxima maratona que cobrir, trago uma para sorteio.
Quem quiser, pode comprar pela internet também: aqui

 

A Maratona de Atenas, dia 31 de outubro, será o auge da comemoração, com a mesma rota histórica. A Running Tour ainda tem pacotes para quem quiser correr.

LENDA

A gente sabe que é lenda, mas que o número é bonito, lá isso é. Neste ano comemora-se os 2500 anos de quando o soldado grego Pheidippides correu 40km entre as cidades de Maratona e Atenas para levar a notícia da vitória sobre os persas, em 490 a.C., morrendo em seguida.

A batalha foi memorável pois os persas tinham a melhor força militar da época e atacaram com 150 mil soldados, contra apenas 10 mil gregos.

 

 

A CORRIDA

A Maratona, uma celebração da resistência humana, foi realizada pela primeira vez nos Jogos Olímpicos modernos de 1896, entre a ponte de Maratona e o Estádio Olímpico de Atenas. O grego Spyridon Louis precisou de 2h58min50s para vencer a corrida histórica de 40 km, que ganhou a atual distância (42,195) em 1908, nas Olimpíadas de Londres.

O motivo não foi tão nobre quanto a lenda: era para que a família real britânica pudesse assistir a corrida do jardim do Castelo de Windsor.


Twitter Siga o Corremundo pelo Twitter Facebook Curta nossa página no Facebook