Corre Mundo

CAPE TOWN: COMPRAS E HOTÉIS


COMPRAS: 14% de volta:
Para compras acima de 250 rands peça a nota fiscal específica para o VAT.
Esteja com antecedência no aeroporto de Johanesburgo e ANTES de despachar as malas vá ao guichê de VAT – uma bancada estranha, na verdade – e mostre os recibos e os itens comprados. Sim, é um festival de calcinha para um lado, soutien do outro até você encontrar no fundo da mala o bendito rinoceronte de madeira que comprou para aquela tia-avó do vizinho.
Assim feito, o moço carimba os recibos para você receber 14% de imposto de volta.

Despache suas malas e siga em frente. Depois da imigração, antes de embarcar, pegue esse papel e vá à casa de câmbio e receba o valor em dólares ou direto no cartão de crédito. Eu sempre peguei em cash.

- Não se preocupe se despachou os bens adquiridos nas malas em Cape Town, pois terá que pegá-las em Johanesburgo novamente durante a conexão.
- É um mico sem tamanho! Da primeira vez eu obviamente não sabia que teria que procurar as coisas na mala para mostrar ao responsável pelo VAT. Calcinhas, soutiens, roupa suja e bagunça pra todo lado. Deixe tudo separadinho :)
- É uma maratona. Se estiver perdendo hora, deixe para lá, pois o valor não é tão significativo – a não ser que você tenha comprado muita coisa meeesmo.

Desafio: fechar a mala pela segunda vez, no aeroporto…

O shopping de Cape Town fica bem fora de mão. O Canal Walk (a primeira foto do post) é grandioso, mas só pra quem gosta muito de shopping. Se for para compras esportivas, não vale a pena. Tem apenas uma loja de bike, bem fraca.

Para comprar bikes e acessórios a excelente loja que eu tinha para indicar fechou, a Willie Engelbrecht. Alguém tem outras sugestões?

A Cycle Lab parece ser boa e muito forte, especialmente em Mtb.

HOTÉIS

O primeiro que passei foi o Circa, do Urban Hip Hotels. Imenso e completíssimo. Cozinha e lavanderia completa dentro do studio. Dois banheiros, sala imensa. Dava gosto chegar no fim do dia acabada.

Depois passei pelo The Cullinan Southern Sun. Quartos normais, mas a localização era bem melhor. Café da manhã espetacular. E uma piscina linda, embora eu seja terminantemente contra usar a piscina em um lugar de praia.

(No Cullinan eu comprovei a fama dos indianos de ficarem ensandecidos com coisas grátis. Um menino entrava a toda hora na sala da academia para pegar garrafas e mais garrafas de água que ficavam à disposição. o.O). Perto do Waterfront.

Fiquei também no Cape Royale. Localização ótima, em Green Point, exatamente em frente ao estádio construído para a Copa do Mundo. Perto do Waterfront também. Café da manhã maravilhoso, com salmão e mais salmão cru. Eu me vendo fácil por comida….
Os studios também são completíssimos e imensos.

Esses acima são todos hotéis cinco estrelas e os preços bem razoáveis pelo que oferecem (Mas lembre-se, eu estava a trabalho – minha muquiranice jamais deixaria que me hospedasse em algum deles rsrs).

Mas a África do Sul não é, nem de longe, um país caro. Mas dá para encontrar acomodações bem mais em conta com facilidade.

Um dos lugares mais inusitados que passei a noite foi dentro do Parque Nacional da Table Moutain. Um albergue simples, rústico, mas super interessante e aconchegante. O problema é que fica bem fora de mão para sair a noite comer, por exemplo. Tentamos pedir uma pizza pra Renata Falzoni e foi MUITO difícil. O pessoal do alojamento era muito simples e nunca tinha feito isso antes. Não conseguíamos também voltar para lá pois nenhum taxista sabia onde ficava o local. E eita nomezinho difícil de lembrar: Hoerikagoo. O jeito foi tirar foto da placa de uma rua próxima e mostrar para os taxistas.


Twitter Siga o Corremundo pelo Twitter Facebook Curta nossa página no Facebook


  • 3 Comentários

  • Gabriela says:

    21/05/2012

    Estou amando tudo que leio sobre a africa do sul e principalmente Cape town, estou indo para lá nas proximas férias de dezembro, muiiito animada mas com muiiitas duvidas também voce pode me ajudar?
    - para fazer compras, é comparado a que pais??
    Eu só estive no EUA, e achava tudo muito barato, comprei horrores. Imagino que nao seja como os estados unidos, mas gostaria de saber mais ou menos, como sao as compras em relacao aos precos??
    obrigasss beijos

    • Marina says:

      21/05/2012

      Gabriela, não espere os mesmos preços dos EUA. Eletrônicos a maquiagem, por exemplo, tem preço quase igual ao do Brasil. O que compensa: vinhos e produtos locais (artesanatos lindos, lindos). Roupas tem preço razoável, mas nenhuma pechincha. Mas mesmo sem foco em compras, pode ter certeza que vai adorar a viagem.

  • Amanda says:

    15/07/2013

    Estou planejando um intercâmbio para Cape Town, já consegui fazer cotações com diferentes agências de intercâmbio mas gostaria de fazer também a cotação de preços sem a agência. Você teria um site para que eu conseguisse achar alojamentos, albergues ou qualquer outro tipo de acomodação mais em conta?

    Obrigada.

  • Deixe um comentário